quarta-feira, 3 de julho de 2013

A MATRIZ DE MANAUS, A NOSSA ETERNA PRAÇA

Foi no período da República, especificamente no Governo de Eduardo Ribeiro, que Manaus modificou-se profundamente, sob o aspecto urbanístico e cultural. A Praça Quinze de Novembro , como era conhecida a Praça da Matriz nesse período, sofreu alguns melhoramentos, como o aterro do igarapé do Espírito Santo, que margeava uma das laterais da praça. Em 1894, o Governador Eduardo Ribeiro anunciava que estava concluído o embelezamento da praça.
             Oficialmente, os jardins laterais da Igreja da Matriz foram iniciados em 1897. De acordo com Mesquita, em 1915, a área da praça era denominada Praça do Comércio e, em 1939, de Praça Osvaldo Cruz, quando já apresentava vários jardins. Nessa época, havia outra área ajardinada, denominada de Praça Santa Dumont, em cuja extremidade maior ficava um chafariz de ferro. À esquerda desse jardim, ficava um terceiro, tendo ao centro um monumento dedicado ao Barão de Santa Ana Nery.
             À direita da Igreja da Matriz, havia outro jardim, onde funcionava o Pavilhão Ajuricaba. No centro da Avenida Eduardo Ribeiro, está localizado o Relógio Municipal e, no ponto extremo da avenida, foi construído um obelisco de alvenaria, dedicado ao primeiro centenário da elevação de Manaus à categoria de cidade.
            Por volta de 1920, Manaus já sofria com a crise econômica causada pelo declínio da produção da borracha na região. Porém, em 6 de junho de 1957, foi criada a Zona Franca de Manaus, com o objetivo de promover o desenvolvimento do interior da Amazônia.

            As praças de Manaus passaram a sofrer modificações, como a perda dos seus espaços verdes para solucionar os problemas que afetavam o fluxo automobilístico da cidade. Na Praça da Matriz, o seu conjunto paisagístico foi quase todo substituído pelo asfalto, mantendo-se apenas o jardim em torno do chafariz escocês.






















































9 comentários:

  1. FIQUEI MUITO ENCANTADA EM VER FOTOS TÃO LINDAS!!!
    DE NOSSA ANTIGA MANAUS !!! =D

    ResponderExcluir
  2. lindas as fotos de nossa antiga cidade,e pensar que hoje em dia se encontra tão deprimente

    ResponderExcluir
  3. Naquela 'epoca era mais bonita. Hj e um desastre cultural de Manaus

    ResponderExcluir
  4. Como era linda essa cidade!!! São verdadeiro criminosos e destruidores do patrimônio público os governantes irresponsáveis pela destruição desta praça...

    ResponderExcluir
  5. fiquei encantada quando cheguei a Manaus pela primeira vez , cidade linda , limpa e aconchegante, era tbm um a cidade rica , era tbm muito tranquila vc podia usar joias de dia ou de noite. decidi morar aqui . e hoje tenho medo até de ir à missa pois já fui assaltada às 6, 30 da manha , quando ia pra Igreja.ñ existe segurança, a beleza acabou , pois a sujeira impera

    ResponderExcluir
  6. Sabemos que os camelôs precisam trabalhar para sobreviver, mas reconheçamos, a presença deles no centro simplesmente assassinou a beleza natural do lugar. Estão tentando com muitos esforços encontrar um local adequado para eles trabalharem. Tenhamos esperança que em breve nossa geração também possa tirar fotos incríveis da Matriz e postar aqui no Manaus de Antigamente. Abraço a todos.

    ResponderExcluir
  7. das velhas promessas em revitalizar o centro de Manaus, que não passam de mera ilusões e com a proliferação de camelos e desocupados, digo e repito as promessas vão ficar na mesma por gerações que acho difícil de verem a Manaus dos sonhos que todos esperam em pleno seculo 21 sermos iludidos politicamente enquanto continuam emporcalhando a cidade tanto por logistas e camelos e desocupados

    ResponderExcluir
  8. Nossa vendo assim da até vontade de chorar de emoção de tão bonito. Pois antigamente se tinha tão pouca estrutura mas tudo parecia ser muito mais civilizado mais limpo chego até em dizer porque não mais puro mais feliz... Parece que tudo passou a piorar é como se eu olhasse e algo fosse morrendo aos poucos...Fora isso td muito bbonito.

    ResponderExcluir
  9. Excelentes fotos, só sinto falta das referências dos anos em que foram tiradas. Parabéns pela coleção fotográfica!!

    ResponderExcluir