segunda-feira, 3 de junho de 2013

POBREZA E PROSTITUIÇÃO NA BELLE ÉPOQUE MANAUARA: 1890 – 1917

Pobreza e prostituição na Belle Époque manauara: 1890 – 1917.

A prostituição em Manaus, no tempo da Belle Époque, quando a economia da Borracha ditava as normas na vida política, econômica e social da cidade, era formada por não só por mulheres francesas e polonesas, as famosas “polacas”, mas principalmente por brasileiras, sendo a maioria amazonenses e pobres, foi uma tarefa empreendida pelo professor de História Paulo Marreiro dos Santos Júnior.
No trabalho de mestrado sobre o tema “Pobreza e Prostituição na Belle Epoque manauara”, defendido na Pontifícia Univesidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Paulo mostra que nos bordéis e cassinos de luxo, quem acompanhava os ricos seringalistas nos jogos de cartas, bebedeiras e danças ocorridos nesses locais eram também as mulheres nativas, de origem nortista ou nordestina.

Segue abaixo o link de um texto excelente. O texto foi elaborado por Paulo e nos mostra alguns recortes de jornais antigos. O historiador também fala sobre o Hotel Cassina e das casas noturnas da avenida Eduardo Ribeiro.





2 comentários: